Conectar-se

Esqueci minha senha

ultram er classifications

Ter 2 Ago 2011 - 17:45 por Anonymous

Buy Ultram at Next Day Tramadol. Shop our site for Tramadol online and pain medication online.

Comentários: 0

CRONOGRAMAS E RELATÓRIOS
Atenção: a postagem de tópicos de cronogramas e relatórios é apenas uma vez, não coloquem "Relatório de Junho" como nome do tópico porque ele será utilizado no próximo mês (clicando em responder) para postar o relatório de Agosto sem necessidade de criar mais tópicos...
Downloads
Novembro 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Calendário Calendário


Jonathan & Ivana - Relatórios (Medicina)

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Jonathan & Ivana - Relatórios (Medicina)

Mensagem  Jonathan_Feroldi em Seg 1 Jun 2009 - 22:52

Para envio dos Relatórios
avatar
Jonathan_Feroldi
Admin

Mensagens : 63
Data de inscrição : 29/04/2009
Idade : 30
Localização : Cuiabá-MT

Ver perfil do usuário http://petufmt.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Relatório no mês de junho/2009 - UBSF Ouro Fino - Ivana e Jonathan

Mensagem  Ivana em Qui 25 Jun 2009 - 21:41

No dia 02 de junho de 2009, inicamos nossas atividades do mês comparecendo à Reunião Mensal dos Médicos de PSF do Estado de Mato Grosso, cuja função é realizar palestras sobre determinados assuntos de interesse da categoria, com o objetivo de atualizar o conhecimento dos profissionais e melhorar a qualidade do serviço oferecido, bem como discutir determinados assuntos de relevância para o profissional de Saúde da Família. Neste dia, o tema central foi saúde metal, focado principalmente na esquizofrenia, uma doença que está no momento recebendo grande enfoque pela mídia nacional. Inicialmente tivemos um seminário com a Dra. Angela Terzian, psiquiatra, que abordou o tema supracitado, tendo sido de grande valia para um conhecimento geral sobre a doença e, principalmente, foi demonstrado como o trabalho da equipe de PSF é importante para o diagnóstico precoce da doença, para o acompanhamento do tratamento e para uma melhorar relação do paciente com a comunidade, uma vez que a equipe de PSF tem um contato mais íntimo não só com o paciente, mas com toda sua família e sua realidade social. Durante o encontro, foi bastante ressaltado pela palestrante que o trabalho realizado pelo PSF também é muito importante para ajudar a estabelecer a reforma psiquiátrica (mudança na abordagem do tratamento dos pacientes psiquiátricos), que tem como um dos objetivos principais retirar os pacientes de locais de isolamento (como hospitais psiquiátricos – antigos “manicômios”) e realizar o tratamento em locais onde eles possam comparecer durante um período do dia e, depois, retornar às suas casas, privilegiando a importância da inserção dos mesmos na sociedade, sendo a equipe de PSF importante colaboradora deste processo ao participar ativamente desta inserção.
Também durante esta reunião foi reivindicada pelos médicos uma espécie de orientação sobre condutas na área de psiquiatria, uma vez que os mesmos referiram que muitas vezes acabam fazendo o seguimento dos pacientes psiquiátricos sem associação de um médico especialista, devido à falta do mesmo no mercado e que, nem sempre, o seu conhecimento a cerca desta área especifica é suficiente para uma correta abordagem. Por fim discutiram-se maneiras da inserção deste profissional (e de outros) para o auxílio das condutas tomadas frente a estes (e outros) pacientes, sem a necessidade da saída do mesmo de sua Unidade de Saúde, mas através da capacitação de seu médico assistente. Enfim, através desta reunião tivemos a oportunidade de enxergar como o PSF tem uma importante atuação na promoção da saúde de maneira integral, até mesmo no campo das doenças mentais e pudemos perceber a carência destes profissionais quanto a estes temas mais especializados, porém também vimos como é possível solucionar esta deficiência, bem como uma forma de participação de médicos especialistas na equipe de PSF, auxiliando os profissionais de ponta (PSF) na abordagem de determinadas patologias.
Durante nosso trabalho junto à unidade de saúde tivemos algumas situações consideradas por nós de maior destaque para nosso aprendizado. A primeira foi uma consulta realizada por nós dois, sob a orientação do enfermeiro responsável pela unidade e do médico responsável pela unidade vizinha, na qual tivemos que informar a paciente sobre o resultado de seu exame preventivo de câncer de colo uterino que viera com alteração neoplásica intra-epitelial cervical grau III. Tivemos que desenvolver nossa habilidade em orientar a paciente sobre a doença e saber lidar com tensão da situação, uma vez que a notícia abalou a paciente por ser de importante gravidade, sendo necessário acalmar a mesma e fazer as corretas recomendações e encaminhamentos para seguimento do caso pela área especializada. Ao final da consulta a paciente mostrou-se esclarecida sobre a patologia e muito agradecida pela maneira como foi abordada.
Outra atividade que realizamos neste mês foi a coleta de CCO dentro de uma campanha para atingir as metas necessárias para a UBSF Ouro Fino, uma vez que a unidade ainda encontra-se longe de alcançar a meta recomendada pela Secretaria de Saúde. Ao conversamos com as pacientes percebemos que as mulheres mais jovens não queriam ser atendidas por homens por terem vergonha do profissional e que muitas vezes elas marcavam de colher o exame, mas não o faziam ao saber que o profissional era do sexo masculino. Também notamos que muitas não estavam bem orientadas a cerca da importância do exame, principalmente na faixa etária mais jovem que acredita não estar em risco devido a pouca idade. Observamos também que a média de falta à coleta marcada é em torno de 50%, um dado que nos chamou a atenção. Dessa forma, notamos a importância de uma melhor orientação sobre o assunto com a comunidade, trabalho este que deve ser feito por toda a equipe da Estratégia de Saúde da Família: Médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e agentes comunitários.
Também tivemos a oportunidade de conversar com as Agentes Comunitárias de Saúde, onde pudemos conhecer melhor o seu trabalho e compreender a extrema importância do Programa de Agentes Comunitários de Saúde (PACS) na equipe do PSF. Cada agente mostrou conhecer bem a população de sua micro-área, sabendo de suas carências e suas necessidades, sendo isto de total importância para a promoção e prevenção da saúde daquela população. Conhecer melhor o trabalho das Agentes Comunitárias, seus anseios e as suas dificuldades, nos mostrou, em nossa formação profissional, a importância do trabalho em equipe para a promoção da saúde. Sem elas, muitos pacientes deixariam de comparecer a unidade e acabariam agravando suas patologias de base, ou mesmo deixariam de ser orientados de maneira adequada e acabariam seguindo preceitos antigos, muitas vezes recomendados pelas pessoas mais idosas que, cientificamente, podem gerar determinados problemas de saúde, como exemplo, o hábito de se utilizar pó de café, teia de aranha ou estrume de vaca para a queda do coto umbilical, uma simpatia passada de geração em geração que pode propiciar, por exemplo, a infecção pela bactéria responsável pelo tétano. Ficou evidente que o trabalho multidisciplinar entre enfermeiros, médicos e agentes comunitários é o único meio possível para eliminar este e outros hábitos nocivos a saúde, bem como recomendar, ou melhor, orientar outros métodos de promoção e prevenção.
Além disso, também conversamos com as agentes sobre a realização de palestras e dinâmicas de grupo com intuito de orientar a população de modo a prevenir determinados agravos ou complicações. Já marcamos duas reuniões com este intuito, reuniões estas que acontecerão em parceria com a população, com as agentes comunitárias, com o enfermeiro responsável pela unidade e nós, bolsistas do PET. A primeira delas está agendada para o dia 02/07/2009 e será feita com indivíduos, selecionados pelas agentes, que possuem Hipertensão Arterial, Diabetes ou risco de serem acometidos por estas patologias. A segunda também está agendada, para o dia 09/07/2009 e será voltada para as gestantes, onde além de debatermos sobre as alterações gravídicas com a população, também daremos continuidade ao nosso trabalho sobre aleitamento materno, orientando estas futuras mães da importância do mesmo, com intuito de melhorar os índices de aleitamento materno exclusivo até sexto mês.


Ivana Santana e Jonathan Feroldi.

Ivana

Mensagens : 1
Data de inscrição : 05/05/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Relatório de Julho de 2009

Mensagem  Jonathan_Feroldi em Dom 26 Jul 2009 - 23:54

Iniciamos as atividades do mês de julho com uma reunião com os pacientes hipertensos e diabéticos de duas micro-áreas de nossa região. Como planejado anteriormente com as agentes responsáveis pelas micro-áreas, realizamos uma palestra sobre ambas as doenças, explicando sua fisiopatologia com uma linguagem simples e clara e, principalmente, ressaltando a importância do controle da doença com o uso correto das medicações e com uma mudança dos hábitos de vida. Depois da palestra, abrimos espaço para perguntas e tiramos algumas dúvidas daqueles que se expuseram. Ficamos felizes com a participação dos pacientes que compareceram em significativa quantidade e, muito mais, com a sua receptividade e interesse na reunião, demonstrando o quanto esse tipo de atividade é necessária para melhor esclarecimento a cerca das doenças e para compartilhamento de experiências. Após a reunião, foi feita medidas das pressões arteriais e da glicemia capilar, e servido um lanche preparado especialmente para os participantes. Os pacientes com alteração nos exames (6, neste caso) foram encaminhados para a realização de consulta conosco para investigação a cerca dos resultados. Durante as consultas, percebemos que estes não estavam usando a medicação de maneira correta e nem seguindo uma dieta adequada. Fizemos as devidas orientações e pedimos os exames laboratoriais nos casos indicados.
Alguns destes pacientes seguem em acompanhamento conosco durante todo o mês, com consultas semanais para avaliação do controle da doença, principalmente uma paciente diabética com uma glicemia de difícil controle, apesar de seguir corretamente as indicações médicas, e uma paciente hipertensa, diabética e com obesidade mórbida que se recusa a seguir a dieta adequada e tomar os medicamentos prescritos. Assim, estamos vivenciando importantes experiências da prática médica, entrando em contato com pacientes com diferentes quadros clínicos e, mais ainda, diferentes comportamentos.
Chegamos a realizar visita na casa de uma paciente hipertensa e diabética, seqüelada de AVC, que vinha com níveis pressóricos controlados, contudo na exata data da consulta tinha aferido sua PA e esta encontrava-se em níveis elevados, o que gerou grande frustração na paciente, piorando ainda mais seus níveis pressóricos pelo estresse gerado. No momento da visita a PA foi aferida, com resultado de 190x110 mmHg. A paciente foi então medicada pela via sublingual e encaminhada para o PSM-Cba, após feitas as devidas orientações. O caso foi de total relevância para o aprendizado médico, principalmente pela determinação de conduta e adequado controle do caso.
Neste mês, demos, também, seqüência as práticas relacionadas à nossa pesquisa sobre aleitamento materno, realizando consultas de Crescimento e Desenvolvimento (CD) de crianças abaixo de 6 meses de idade e fazendo visitas domiciliares a recém-nascidos. Durante as visitas, observamos que todos os RNs estavam em aleitamento materno exclusivo, exceto um, que a mãe estava oferecendo chá para alivio de cólicas. Neste caso, notamos que a avó ensinava isso à mãe da criança, e inclusive questionava o porquê desta prática não ser incentivada pelos médicos, já que é praticada há muitos anos. Percebemos o quanto os valores culturais da população podem ser influentes na prática dos cuidados com as crianças, sendo em alguns momentos uma importante barreira para a implementação das orientações feitas pelos profissionais da saúde. Também durante as visitas, fizemos orientações sobre higiene, imunização e cuidados gerais e pudemos conhecer melhor o bairro Ouro Fino, observando a realidade social da população local, precária em saneamento, lazer e segurança.
Neste mês também demos continuação as coletas de CCO para ajudarmos a unidade a alcançar a meta anual e participamos novamente do reunião mensal dos médicos do PSF do estado, experiências que sempre acrescentam mais ao nosso aprendizado.
Por fim, nos reunimos com a Tutora Dra. Maria Clara e discutimos aspectos relevantes na pesquisa sobre o Aleitamento Materno, já em andamento na unidade e com trabalho aprovado para apresentação de pôster no IX Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva.


Ivana Garcia & Jonathan Feroldi
avatar
Jonathan_Feroldi
Admin

Mensagens : 63
Data de inscrição : 29/04/2009
Idade : 30
Localização : Cuiabá-MT

Ver perfil do usuário http://petufmt.forumeiro.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Jonathan & Ivana - Relatórios (Medicina)

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum